Problemas Graves na Frelimo: Ex-ministro de Chissano perdeu a paciência denunciou falsificação de resultados das eleições internas no seu próprio partido


A Frelimo encontra-se a passar por um momento de tamanhas crises, com membros da sua elite presos, acusados de grandes actos de corrupção, e o filho do primeiro presidente da Republica a acusar Nyusi, presidente do partido, de violação dos estatutos do partido exigindo contra ele um processo disciplinar.





E só para adicionar mais combustível à fogueira, segundo o Canalmoz, Castigo Langa, ex-ministro da Energia no Governo chefiado por Joaquim Chissano,  usou da apalavra durante a reunião do Comité Central do partido Frelimo para denunciar um conjunto de anomalias que, na sua opinião, estão retirar o seu partido da rota da ética, institucionalizando práticas fraudulentas e corruptas. 





Segundo o Canalmoz, langa citou como exemplo um episódio ocorrido nas eleições internas para o 11.º Congresso do partido Frelimo, em que que uma candidata tinha obtido 81 votos e exigiu a recontagem imediata. Satisfeita esta exigência, o número de votos subiu para 281.

O que mais me inquieta é que ninguém foi sancionado, nem pelo menos repreendido por esta prática fraudulenta, uma verdadeira conspiração, uma vez que, aparentemente, foi cometida por um grupo. Este tipo de manipulações pode alimentar a percepção de que os eleitos estão ao serviço de um grupo, o grupo que os fez eleger a qualquer preço e, assim, converter os nossos processos eleitorais numa espécie de apostas em corridas de cavalos, onde apenas o que apostou no cavalo vencedor recebe”, disse Langa citado pelo Canalmoz.







Diante deste cenário torna-se claro para todos que a Frelimo está neste momento a enfrentar alguns dramas internos, em parte como resultado dos escândalos de corrupção, que mostraram que alguns membros da elite partido está centralmente envolvido em práticas corruptas que usam posições e recursos do Estado.


Embora a corrupção por parte de algumas elites do partido no poder e a má administração dos fundos públicos sejam conhecidas há anos, os recentes escândalos trouxeram à tona o quão endêmico é o flagelo no partido.

Parece também que a cadeira de liderança poderia estar em disputa, com Samito Machel.

Importa referir que Joaquim Chissano, Ex-Presidente da Republica, também chegou a pedir publicamente a limpeza do partido, porque estas dinâmicas internas e faccionalização da Frelimo estão a actuar na mídia e podem ter um impacto no desempenho da Frelimo em outubro.

















Problemas Graves na Frelimo: Ex-ministro de Chissano perdeu a paciência denunciou falsificação de resultados das eleições internas no seu próprio partido Problemas Graves na Frelimo: Ex-ministro de Chissano perdeu a paciência denunciou falsificação de resultados das eleições internas no seu próprio partido Reviewed by Z on maio 11, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário